Gestor da agenda: Bernardino Cangussu

Foco da agenda: Competitividade da cadeia de valor do café sobretudo para os agricultores familiares.


O café apresenta grande relevância no trabalho da Emater MG, principalmente em função dos impactos da cafeicultura no âmbito econômico, ambiental e social e da crescente demanda de assistência técnica e extensão rural pelos agricultores e de assessoria técnica na implementação de programas e projetos governamentais. A Agenda é, portanto, um instrumento importante para estruturar e organizar a atuação da Emater potencializando os resultados da ação extensionista e promovendo a integração de todas as áreas da empresa e parceiros, objetivando uma prestação de serviço de qualidade, eficiente, que alcance os diversos segmentos da cadeia e atenda aos anseios dos cafeicultores.

Desafios e Proposições:


Eficiência no uso de recursos naturais, água e solo

  • Aumentar o nível de matéria orgânica no solo;
  • Implementar tecnologias de captação de agua de chuva;
  • Identificar e orientar o uso de práticas conservacionistas adequadas às especificidades das regiões.

 

Competitividade da cafeicultura com possibilidades limitadas de mecanização

  • Implementar tecnologias eficientes para o aumento da produtividade e melhoria da qualidade dos cafés, possibilitando lucratividade na atividade;
  • Aprimorar os processos de gestão da atividade e da propriedade;
  • Melhorar escala para compras e vendas utilizando as cooperativas e associações.
 

Ampliação do número de agricultores utilizando ferramentas do Programa Certifica Minas Café

  • Utilizar ferramentas de acompanhamento de propriedades do Programa Certifica Minas para a qualificação da assistência técnica e extensão rural e dos processos de gestão, ampliando o número de propriedades aptas à certificação;
  • Ampliar o número de propriedades aptas à certificação.
     

Sucessão da agricultura familiar na cadeia de valor do café

  • Identificar e assessorar tecnicamente jovens para atuarem na cadeia de valor da cafeicultura

 

Programa Certifica Minas Café


Programa de Certificação de Propriedades Cafeeiras coordenado pela SEAPA e executado pela Emater–MG e IMA, para promover a adequação das propriedades cafeeiras de Minas Gerais às boas práticas de produção, com responsabilidade ambiental e social, agregando valor à cadeia do agronegócio do café, para atender as exigências dos mercados e a legislação brasileira. Tem 1200 propriedades certificadas e 800 em processo. Parcerias com Traders e organismos internacionais.

Concurso de Qualidade dos Cafés de Minas Gerais


Tem como objetivo incentivar a constante melhoria da qualidade dos cafés de Minas Gerais, como meio mais eficaz na conquista de maiores mercados, agregar valor ao produto e atender à crescente demanda por produtos diferenciados

Circuito Mineiro de Cafeicultura


São eventos a cafeicultores com palestras para difusão de tecnologia a produtores, buscando melhorar a qualidade de produção, aumentar a produtividade, diminuir os custos de produção e por consequência, melhorar a renda dos cafeicultores. Este ano 35 eventos com público estimado de 10.000 participantes.

 

Parcerias:

  • Instituto Mineiro de Agropecuária – IMA
  • Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais - EPAMIG
  • Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Estado de Minas Gerais - SEAPA
  • Universidade Federal de Lavras - UFLA
  • Universidade Federal de Viçosa – UFV
  • Cooperativas de Cafeicultores
  • Sindicatos
  • Prefeituras Municipais
  •  

Contato: Bernardino Cangussu - bernardino@emater.mg.gov.br